quinta-feira, 31 de maio de 2012

Sacrifícios de crianças: realidade em Uganda

IURD é atuante na ajuda a um dos mais precários países africanos, onde milhões de famílias vivem com medo por seus filhos


Da Redação / Fotos: Thinkstock, IURD
redacao@arcauniversal.com



Uganda é um país africano com cerca de 35 milhões de habitantes, cuja história é marcada por diversas crises políticas. Ex-colônia inglesa, o país tornou-se independente em 1962, mas logo em seguida caiu nas mãos de ditadores militares. Durante as ditaduras, mais de 300 mil pessoas foram assassinadas pelas forças governamentais, sob alegação de oposição ao regime. Mesmo após a instituição de eleições nos anos 80, a situação precária da população não mudou muito, e o país é constantemente foco de denúncias por entidades internacionais em prol dos direitos humanos. Atualmente, Uganda passa por um período de aparente desenvolvimento. Mas só aparente.
Embora o país tenha um número de cristãos bem significativo (83 %), a maioria deles não desfruta das promessas contidas na Palavra de Deus, tais como prosperidade e saúde. Pelo contrário: além da fome que afeta a região, o número de contaminados pelo vírus HIV é grande – cerca de 50% da população. 
Com o objetivo de levar esperança e fé a essa população tão marcada pelo sofrimento, em outubro de 1996 a Igreja Universal do Reino de Deus se instalou no país e, apesar das inúmeras perseguições, se expandiu, com uma importantíssima atividade de auxílio espiritual e social, já tendo recuperado muitas vidas para Deus.
Uma dessas vidas é Victoria Kisakye Nalugwa (foto ao lado), que antes de  chegar à Igreja Universal de Uganda, teve a família envolvida com rituais macabros.  “Antes de meus tormentos começarem, meu avô ficou doente e em três dias faleceu. Ele era o líder (Raje) de uma mesquita muçulmana em nossa cidade. Dois meses depois, minha avó desmaiou e ficou em coma por um dia. Algumas pessoas a levaram a uma casa de encosto e ali fizeram sacrifícios. Era o começo do meu sofrimento, pois eu seria a próxima a ser atormentada”, lembra.
Victoria conta que aos 12 anos de idade, começou a sofrer com ataques repentinos, tornando-se uma adolescente depressiva e triste, que tinha muito medo do escuro.
“Um dia, liguei a televisão e estava passando o programa da Igreja Universal. Decidi participar das reuniões de libertação e senti um forte desejo de falar de Jesus para a minha família. Escrevi uma carta ao meu pai, pedindo que ele também se entregasse a Jesus, mesmo sabendo que, para eles, ter um familiar convertido ao cristianismo seria uma abominação. Comecei uma nova vida com Jesus, achei amigos que cuidaram de mim e me ajudaram dando abrigo. Depois de um ano e meio na presença de Deus, meus familiares me aceitaram de volta e passaram a respeitar a minha fé.
Hoje, eu sou liberta e dependo somente de Jesus. Tenho um bom trabalho, minha casa própria e sirvo ao meu Senhor como obreira", comemora.
Cenário macabro
Apesar do esforço empreendido pela IURD em levar a salvação aos que sofrem, por meio da Palavra de Deus, muitos ainda buscam nos sacrifícios de animais e até mesmo humano, a solução para diversos problemas. No último dia 27, a Rede Record exibiu em seu programa “Domingo Espetacular” uma matéria alarmante. Crianças ugandenses são sacrificadas em rituais de magia negra visando à prosperidade. As que não são mortas são mutiladas, carregando marcas físicas e psicológicas por toda a vida. O terror tomou conta do dia a dia de milhões de famílias, preocupadas com seus pequenos, e milhares de outras choram seus filhos mortos ou desaparecidos.
Segundo a Fundação Gideon, fundada pelo pai de uma das vítimas (o menino que dá nome à instituição), neste momento são mais de 3 mil os desaparecidos, enquanto o governo local, que tem ligações com feiticeiros, admite apenas 300, e 50 mortes entre 2006 e 2011.
A realidade é mais grotesca do que aparenta. Em torno de 20% da população ugandense alega acreditar em magia negra (sem contar os que não admitem), e há a forte crença de que se um imóvel for construído sobre a cabeça de uma criança, será um lugar de prosperidade, sobretudo se for um prédio comercial. Houve um caso de uma criança enterrada viva nas fundações de um edifício, e os dirigentes da construtora não foram penalizados pela justiça.
Para piorar, a crença no sucesso dos feitiços é tão grande, que há um verdadeiro mercado ilegal de corpos de crianças. Um corpo infantil saudável pode valer até o equivalente a R$ 11 mil na zona rural e R$ 50 na urbana, a despeito da crise financeira local.
Veja na íntegra a matéria do “Domingo Espetacular” (mas, atenção: embora a equipe tenha feito de tudo para preservar o espectador, ainda assim as imagens são chocantes):


Fonte: arcauniversal

Comunhão com Deus

Quando vamos à Igreja e recebemos a graça de Deus, nos tornamos vencedores


Por bispo Edir Macedo/ foto: Erik Teixeira
redacao@arcauniversal.com

É necessário que as pessoas se conscientizem de que é na Igreja que elas recebem forças para vencer as batalhas da vida. É na Igreja do Senhor Jesus que crescemos a cada dia, recebemos, por obra do Espírito Santo, coragem, energia e um conhecimento maior de Deus.

À medida que nos alimentamos da Palavra de Deus, a nossa fé vai aumentando até se tornar inabalável. Quando isso acontece, o mundo pode desabar ao nosso redor, que nossa confiança no Senhor continua inalterável. Quaisquer que sejam os problemas, por maiores que pareçam, podemos compará-los a nuvens negras, que vêm por algum tempo. Contudo, sabemos que logo vão embora.

Quando as pessoas não têm esse discernimento sobre a importância da Igreja, ao passar por alguma dificuldade em sua vida, se desesperam se lançam no mundo e deixam "as águas rolarem". Devemos ter em mente que, se estivermos longe de Deus, estaremos perto de satanás.

A partir do momento que vamos à Igreja e recebemos a graça de Deus, nos tornamos vencedores. Ao deixarmos a Igreja de lado, nossa fé se enfraquece, pois não nos alimentamos da Palavra de Deus, e as forças do mal vão tomando conta da nossa vida.

A Igreja de Jesus representa o reino de Deus. Cada Igreja, em particular, é um pedaço deste reino. Ao ouvirmos a palavra, nossa alma e nossa fé se renovam. Sentimos força, encorajamento e percebemos que, apesar dos problemas, nem tudo está perdido. A batalha que enfrentamos, no dia a dia, se torna pequena, por causa do poder do Espírito Santo que passamos a ter.

Muitas são as pessoas que se desligam do corpo de Cristo e tendem a segui-lo a sua maneira, dizendo que não precisam ir à Igreja; que podem seguir a Cristo em casa ou no trabalho. Ora, ninguém é obrigado a comparecer à Igreja, nem a servir ao Senhor Jesus, pois Deus jamais nos obriga a fazer qualquer coisa. Ele nos deu o livre-arbítrio. Porém, quando surgirem os problemas na família, no trabalho ou em qualquer lugar, de onde tiraremos forças para vencê-los?

Vivemos num mundo que nos enche de problemas. Temos que nos revestir da armadura de Deus para poder vencê-los. Quando estamos longe da família de Deus, fica difícil manter uma vida santificada. É como se fossemos lírios no charco.

O propósito maior da Igreja é que todos cheguemos à unidade da fé e ao pleno conhecimento do filho de Deus; à perfeita varonilidade; à medida da estatura da plenitude de Cristo, para que estejamos unidos num só pensamento, numa só crença, num só Senhor.

Fonte: arcauniversal

quarta-feira, 30 de maio de 2012

Encontro de fé em Soweto

Bispo Macedo explica o que é preciso fazer para ver as promessas de Deus se materializando na vida dos que creem


Da Redação/Com informações IURD - África do Sul
redacao@arcauniversal.com


Durante sua viagem missionária à África do Sul, bispo Edir Macedo fez, no último domingo (27), uma reunião no Cenáculo do Espírito Santo, em Soweto, onde contou com a presença de mais de 8 mil pessoas. A intenção era revelar o segredo para que os membros mudassem por completo suas vidas.

“Para ser o primeiro aos olhos de Deus, devemos considerá-lo como o primeiro nas nossas vidas.”, diz.

Ele explicou ainda que a fidelidade a Deus nos dízimos e ofertas é sinal de que uma pessoa o considera acima de tudo em sua vida. Este é o verdadeiro segredo para mudar de vida. “Quando honramos a Deus com o dízimo, Ele é obrigado a abençoar a nossa vida, pois se é exigido, nós também temos o direito de exigir que ele cumpra Suas promessas em nossas vidas. Mas Deus não está pedindo para você dar o seu dinheiro, Ele está pedindo para você honrá-Lo acima de tudo”, explicou.

Na ocasião, o bispo  citou a história de  Abraão, que servindo a Deus por quase 23 anos, ainda não havia tido o tão esperado filho. “Abraão estava pedindo apenas um filho, e Deus mostrou-lhe as estrelas, prometendo-lhe que seus descendentes seriam tão incontáveis quanto elas. Deus abriu a visão de Abraão e é isso que Ele quer fazer com você. Quer abrir as janelas do céu em sua vida, como ele prometeu em Malaquias 3.10”, destacou.

Ao final da reunião, o bispo convidou todos a participarem do “Dia da Decisão” no próximo domingo (3), no Cenáculo do Espírito Santo, em Soweto, às 10h. O momento servirá para que as pessoas se voltem para Deus e cobrem d’Ele a abertura das janelas dos céus, como prometido em Sua palavra.

Fonte: arcauniversal

Qual o destino da sua alma?

Na segunda Noite da Salvação, o tema será o arrebatamento


Da redação/ Fotos: Thinkstock e Fotolia
redacao@arcauniversal.com


Você tem certeza do lugar para onde vai após a morte? Esta pergunta pode soar estranha, mas é uma realidade presente na vida de todos nós, e que cedo ou tarde acontecerá na vida de qualquer pessoa.
Geralmente, estamos preocupados com os desejos terrenos, como com quem vamos casar, quantos filhos queremos ter, o carro ou a casa que ansiamos comprar, enfim, e pouco pensamos naquilo que de fato interessa: a salvação da nossa alma.

Todos os dias resolvemos uma infinidade de problemas, passamos por diversas situações e deixamos afazeres para outros dias, mas quase sempre não pensamos no destino da nossa vida após a morte. É como se, no íntimo, disséssemos que isso não vai acontecer ou, pelo menos, não logo.

O problema é que, seja rico, pobre, com diploma nas mãos os ou não, cedo ou tarde, todos vão passar por isso. No entanto, o pior é o porvir. Quando a pessoa morre, na verdade, ela deixa de viver na Terra, mas continua viva e ciente de sua vida terrena. E foi o que ela escolheu em vida que indicará para onde vai depois. Lucas 16.19-31

E embora a Bíblia fale explicitamente acerca do inferno, arrebatamento e vida após a morte, muitas pessoas não acreditam na veracidade das Escrituras, o que dificulta uma aproximação dela com o Criador, o Único que pode salvar a alma da condenação eterna.

Por isso é importante fazer uma análise pessoal sobre como estamos vivendo, o que andamos sentindo, pensando e agindo, porque a salvação envolve muito mais do que uma simples visita à igreja, mas tem a ver com entrega total a Deus, considerando-O como o Salvador da alma.

Na segunda Noite da Salvação, que ocorrerá nesta quarta-feira (30), todos terão a oportunidade de saber mais a respeito do arrebatamento, evento este que marca a segunda vinda de Jesus Cristo à Terra, quando receberá nos ares as pessoas que se entregaram de verdade a Ele.

“Porquanto o Senhor mesmo, dada a sua palavra de ordem, ouvida a voz do arcanjo, e ressoada a trombeta de Deus, descerá dos céus, e os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro; depois nós, os vivos, os que ficarmos seremos arrebatados juntamente com eles entre nuvens, para o encontro do Senhor nos ares, e, assim, estaremos para sempre com o Senhor.” 1Tessalonicenses s 4.16-17

Se você está no Rio de Janeiro (RJ), pode participar da reunião no Cenáculo do Espírito Santo na Sede Nacional, localizado à Avenida Suburbana, 4242, Del Castilho, que acontece às 19h30. Em São Paulo (SP), no Cenáculo da Avenida João Dias, 1800, Santo Amaro, às 20 horas, no Cenáculo da Avenida Celso Garcia, 499, ou em qualquer templo da Igreja Universal do Reino de Deus mais perto de sua residência. Convide os amigos e familiares, para que, ao seu lado, recebam o alimento espiritual que poderá garantir a eternidade ao lado do Senhor e Salvador Jesus Cristo.

Fonte: arcauniversal

Segunda "Noite da Salvação"

Não deixe nada impedi-lo de buscar a vida eterna com Deus




Na última quarta-feira (23), em todas as Igrejas Universal do Reino de Deus foi realizada a “Noite da Salvação”. Todos aqueles que participaram da reunião especial puderam aprender como alcançar a vida eterna, o bem maior de Deus.

Em São Paulo, nem mesmo um problema ocorrido com o transporte público da capital impediu que os membros participassem desta primeira noite toda especial, quando os Cenáculos do Espírito Santo ficaram cheios de pessoas sedentas em aprender mais sobre a vida após a morte. Em todo o País, participantes se batizaram nas águas e assumiram o compromisso sincero com Deus, de segui-lo e honrá-lo.  

Ciente da importância de abordar este tema, a Igreja Universal do Reino de Deus vai realizar, nesta próxima quarta-feira, 30 de maio, mais uma edição da “Noite da Salvação”. Nesta reunião especial, quem não pôde estar presente na primeira, terá uma nova chance de aprender como alcançar a vida eterna.

Por isso, se você se preocupa com a sua alma, não fique de fora deste encontro. Você pode participar no Cenáculo do Espírito Santo do Rio de Janeiro (RJ), na Sede Nacional, localizada na Av. Suburbana, 4242, Del Castilho, que acontece às 19h30. Em São Paulo (SP), na Sede da Av. João Dias, 1800, Santo Amaro, às 20 horas, ou em qualquer templo da Igreja Universal do Reino de Deus mais perto de sua residência. Convide os amigos e familiares, para que, ao seu lado, recebam o alimento espiritual que poderá garantir a eternidade ao lado do Senhor e Salvador Jesus Cristo.

Fonte: arcauniversal

O poder sobrenatural da fé

A certeza viva é a única força capaz de neutralizar toda e qualquer investida do mal


Por bispo Edir Macedo/ foto: Thinkstock
redacao@arcauniversal.com

Os povos de todas as nações estão cansados de tantas religiões, doutrinas e obrigações, mas na verdade, ainda as praticam e são fiéis a elas. Acontece que ainda alimentam um fio de esperança de que um dia a sorte poderá mudar e finalmente poderão alcançar soluções para os seus diversos tipos de problemas.

Enquanto isso não acontece, o seu sofrimento vai se prolongando, e o pior de tudo, se avolumando. Os vigaristas profissionais da religião tiram cada vez mais proveito dessa situação e, com filosofias diabolicamente engendradas, controlam as mentes e corações das pessoas, de tal forma, que elas nem dão conta de que estão sendo verdadeiras marionetes em suas mãos.

Quando o Senhor Jesus Cristo iniciou o Seu ministério terreno, percebeu essa situação, que não é nova, e logo denunciou a hipocrisia dos profissionais da religião que, diga-se de passagem, atravessaram séculos e milênios incólumes, e estão aí, cada vez mais famintos e desesperados por suas presas, especialmente nestes últimos tempos. O Senhor então lhes dirigiu esse discurso, dizendo:

"Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! Porque fechais o reino dos céus diante dos homens; pois, vós não entrais, nem deixais entrar os que estão entrando.

Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! Porque devorais as casas das viúvas e, para o justificar, fazeis longas orações; por isso sofrereis juízo muito mais severo.

Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! Porque rodeais o mar e a terra para fazer um prosélito (convertido ao judaísmo); e, uma vez feito, o tornais filho do inferno duas vezes mais do que vós.

Ai de vós, guias cegos! Que dizeis; Quem jurar pelo santuário, isso é nada; mas se alguém jurar pelo ouro do santuário, fica obrigado pelo que jurou. Isensatos e cegos! Pois, qual é maior: o ouro, ou o santuário que santifica o ouro?... Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! Porque dais o dízimo da hortelã, do endro e do cominho, e tendes negligenciado os preceitos mais importantes da lei, a justiça, a misericórdia e a fé; devíeis, porém, fazer estas cousas, sem omitir aquelas. Guias cegos, que coais o mosquito e engolis o camelo.

Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! Porque limpais o exterior do copo e  do prato, mas estes por dentro estão cheios de rapina e intemperança. Fariseu cego! Limpa primeiro o interior do copo, para que também o seu exterior fique limpo.

Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! Porque sois semelhantes aos sepulcros caiados, que por fora se mostram belos, mas interiormente estão cheios de ossos de mortos e de toda imundícia. Assim também vós exteriormente pareceis justos aos homens, mas por dentro estais cheios de hipocrisia e de iniquidade.

Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! Porque edificais os sepulcros dos profetas, adornais os túmulos dos justos, e dizeis: Se tivéssemos vivido nos dias de nossos pais; não teríamos sido seus cúmplices no sangue dos profetas. Assim, contra vós mesmos, testificais que sois filhos dos que mataram os profetas. Enchei vós, pois, a medida de vossos pais. Serpentes, raça de víboras! Como escapareis da condenação do inferno?"(Mt.23.13-33)

Essa palavra do Senhor Jesus mostra a ação dos principados, das potestades, dos dominadores e das forças espirituais do mal. Como combatê-los? Só existe uma única arma: o poder sobrenatural da fé! Palavras de amor, conselhos, doutrinas e tudo o mais podem até amenizar o sofrimento dos aflitos, mas para trazer solução definitiva, só o poder da fé viva no Deus Vivo será verdadeiramente eficaz. A fé viva é a única força capaz de neutralizar todas e quaisquer investidas de satanás.

"Porque o reino de Deus consiste não em palavra, mas em poder." (1 Cor 4.20)

Se realmente queremos salvar os perdidos, livrar os oprimidos do diabo e fazer notória a grandeza de Deus em nossos dias, então não há outro caminho a percorrer senão o exercício da fé sobrenatural! As pessoas estão cansadas de lero-lero, conversa fiada; elas querem mesmo é solução para os seus problemas, e Deus pode e quer abençoá-las!

Há um provérbio que diz: "Como quem se despe num dia de frio, e como vinagre sobre feridas, assim é o que entoa canções junto ao coração aflito." (Provérbios 25.20)

Isso significa dizer que não adianta ficar consolando o aflito com lindas palavras ou mesmo com hinos de louvor a Deus. Isso não resolve! O que o aflito mais deseja é se ver livre da sua aflição! Levar o aflito a louvar a Deus é o mesmo que passar vaselina sobre um furúnculo. Quer dizer: não vai resolver nada.
Ora, as pessoas estão cada vez mais doentes física e espiritualmente, e quando vão à igreja, buscam soluções que só podem ser encontradas mediante a ministração do poder de Deus, e não paliativos encontrados em qualquer lugar e a qualquer preço.

Fonte: arcauniversal

O desejo do diabo

A palavra que produz morte provém do maligno


Por bispo Edir Macedo/ foto: Thinkstock
redacao@arcauniversal.com

A maioria das pessoas desconhece a força ilimitada da palavra. Dependendo da origem, ela pode produzir vida ou morte. Há um provérbio que diz que quem fala planta, enquanto quem ouve colhe.

O diabo conheceu o poder da palavra quando viu os resultados acontecendo mediante as determinações proferidas por Deus, pois viu que toda a criação foi feita através da Sua palavra.

O diabo ouviu Deus falar: "Haja luz". E viu que aquela palavra produziu a luz. Outra vez, o diabo ouviu a palavra de Deus dizendo: "Haja firmamento no meio das águas, e separação entre águas e águas", e outra vez o diabo viu o cumprimento da palavra de Deus. E assim, todas as demais criações de Deus foram presenciadas "in loco" pelo diabo. Então ele pensou consigo mesmo: "Ah, se eu tivesse esse poder de falar e fazer acontecer tudo conforme a minha fala. Eu usaria a minha palavra só para destruir tudo aquilo que Deus construiu, e aí eu seria realmente como Ele é".

Entretanto, a sua palavra não tinha eco, porque não havia quem reconhecesse a sua autoridade, a não ser os demônios; mas eles não podiam realizar nada, pois eram também impotentes. Não havia nada ao redor do diabo e seus demônios que lhes obedecessem, o que provocou fraqueza e debilidade em suas ações.
Quando, porém, Deus criou o ser humano e lhe deu o direito de escolher o seu próprio caminho; a maneira pela qual quisesse viver, isto é, o livre arbítrio, então, satanás viu uma grande oportunidade de encontrar na  própria criação de Deus um "sócio", capaz de corromper e destruir tudo aquilo que Deus havia construído.

Mas era preciso, primeiro, tomar-lhe a mente. Se tão somente pudesse ocupar a mente do homem, seria fácil dirigir todas as suas atitudes contra Deus, pois os seus pensamentos seriam controlados de tal forma, que o levaria a ser um servo em potencial, dominando-o contra o Criador, tendo a possibilidade de interferir na criação.

A partir desse planejamento, satanás começou a colocar em prática o seu plano e, assim como Deus usou a Sua palavra para realizar os Seus grandes feitos, também satanás usou a sua palavra de dúvida, para estimular a rebelião do homem contra Deus.

Uma vez concretizado o seu intento, o homem passou a servir-lhe como servo. É claro, quando obedecemos à palavra de alguém, é porque, de alguma maneira, estamos seriamente comprometidos com o que essa palavra significa para nós.

A palavra que orienta toda a nossa vida vem do nosso Senhor. Ou seja, somos servos e obedecemos à Sua palavra. Se, porém, desviarmos para o pecado, encontraremos as palavras enganosas de satanás, palavras que só produzem mortes.

Fonte: arcauniversal

Ele não é da igreja

Amiga encontrou no atual namorado todas as características desejadas, mas ele não professa a mesma fé


(*) Nanda Bezerra / foto: Thinkstock
redacao@arcauniversal.com
 
"Tenho 21 anos e estou namorando. Aparentemente, ele é a pessoa ideal para mim. Lembro-me de um propósito que fiz muito antes de conhecê-lo, em que coloquei num papel todas as características do meu futuro namorado/marido. Mas, logo depois que comecei a namorar, encontrei este papel e, por incrível que pareça, meu namorado tinha todas as características. Mas como nem tudo são flores, ele não é da igreja, mas, desde o início deixei bem claro que não largaria minha fé por causa dele, e ele concordou. Eu até o levei em um domingo à igreja, ele entrou mudo e saiu calado. Tudo estava bem, mas ele vem se queixando que, quando está longe, sente muito a minha falta, mas quando vai embora ele se sente angustiado. Sei que há um mal em nosso namoro, estou orando e jejuando, mas reconheço que preciso de ajuda."- Amiga. 

Resposta:

Bom, amiga, eu sei que nos dias atuais existem muitas dificuldades para encontrar uma pessoa para namorar. Eu creio também que esse rapaz possa mudar, mas cada um tem uma fé, e a minha não aceitaria esse tipo de relacionamento,  pois se tendo a mesma fé não é fácil, imagina tendo fé diferente.
Deus lhe vê como filha, querida e amada. Ele não quer o seu mal, Ele sempre deseja o bem, por isso você deve tomar cuidado. A única maneira de este relacionamento dar certo será quando seu namorado aceitar Jesus. Coloque toda a sua força naquilo que quer e você obterá a resposta desejada.

(*) Resposta retirada do blog de Nanda Bezerra.

Fonte: arcauniversal

Virgindade

Amiga se sente triste porque queria que o namorado também fosse virgem


(*) Cristiane Cardoso/Fotos: Thinkstock 


"Tenho 17 anos e faço a obra. Meu namorado também é obreiro. Cheguei à IURD bem novinha. Não conheci o mundo, sou pura, mas meu namorado não. Isso muitas vezes me deixa triste, triste de saber que quando a gente se casar eu não serei mais a primeira na vida dele. É duro, pois tenho que lutar contra esse sentimento todos os dias, por favor, me oriente. É normal, é o diabo me pondo para baixo, é coisa da minha cabeça? Eu não sei. Ele, porém nem desconfia que vivo pensando assim dele."- Amiga.

Resposta:

Eu entendo que o ideal quando duas pessoas se casam é que os dois tenham se guardado um para o outro, mas vivemos em um mundo podre amiga, onde cometemos muitos erros antes de conhecer Jesus. Graças a Deus você teve o privilégio de se manter pura e se guardar até o dia do seu casamento, já o seu namorado não. Se para você, casar com um rapaz também virgem é algo extremamente importante, então, segundo a lógica, você está namorando a pessoa errada. Se, porém isso é somente uma coisa que você gostaria que fosse, mas está disposta a sacrificar com o conhecimento do que falei no começo dessa resposta, então, a solução é simples: Use a sua fé para vencer esse sentimento de tristeza. O que é mais importante para você, se casar com um homem virgem ou se casar com um homem de Deus?

(*) Resposta retirada do blog de Cristiane Cardoso.

Fonte: arcauniversal

segunda-feira, 28 de maio de 2012

IURD TV - Palavra Amiga 10/05/2012 - Bispo Macedo

IURD TV - Palavra Amiga 08/05/2012 - Bispo Macedo

IURD TV - Palavra Amiga 07/05/2012 - Bispo Macedo

Santo Culto - Bispo Macedo - 09/05/12

Santo Culto - Bispo Macedo - 06/05/12

Santo Culto - Bispo Macedo - 02/05/12

Micro-ondas

Vida eterna com Deus

Muitas pessoas que participaram da “Noite da Salvação” decidiram se batizar nas águas



Na última quarta-feira (23), em todas as Igrejas Universal do Reino de Deus foi realizada a“Noite da Salvação”. Todos aqueles que participaram da reunião especial puderam aprender como alcançar a vida eterna, o bem maior de Deus.

O Cenáculo do Espírito Santo de Ribeirão Preto (foto), no interior de São Paulo, ficou completamente lotado de pessoas que foram em busca de uma renovação espiritual.

"Espero sair daqui renovada e abastecida de uma fé sólida, que me permita ficar firme até a volta do Senhor Jesus”, declarou a assistente administrativa Ana Paula Santos, de 31 anos, ao chegar ao templo.
Durante o culto, o pastor Wilson Passos, responsável pelo trabalho evangelístico na região, chamou à frente do altar todos os que queriam entregar suas vidas a Jesus.

"Esqueça o seu passado, não deixe que o diabo te acuse e invada sua mente com pensamentos ruins, para provocar erros que vão te afastar da presença de Deus. Aproveite essa chance para se consertar com Ele, aprendendo a cuidar da sua salvação, pois os indícios de que o senhor Jesus está voltando são mostrados a todo o momento", ressaltou o pastor.

Temor a Deus

Nem mesmo um problema ocorrido com o transporte público da capital paulista impediu que os membros participassem da “Noite da Salvação” no Cenáculo do Espírito Santo do Brás (foto), que ficou completamente lotado. Mais de 4 mil pessoas se reuniram no local com o objetivo de buscar e aprender mais sobre a vida após a morte.

Entre os presentes, cerca de quatrocentas pessoas decidiram se batizar nas águas, entregando suas vidas ao Senhor Jesus.

Durante culto, o pastor Antonio Moraes – responsável pela IURD do Brás – enfatizou a importância do temor a Deus, para que a pessoa se previna das armadilhas do diabo e, assim, preserve a salvação eterna.

“Quando alguém morre, todos nós sabemos para onde foi o corpo. Mas e a alma, para onde foi?”, indagou o pastor durante a pregação, ressaltando que não há nada que possa comprar a salvação eterna, mas que ela deve ser conquistada a partir da renúncia. 

Fonte: arcauniversal

"Todas as Respostas"

Evento ministrado pelo bispo Renato Cardoso, na África do Sul, reúne 30 mil pessoas



Mais de 30 mil pessoas compareceram ao evento “Todas as Respostas”, da Igreja Universal do Reino de Deus (IURD), na Cidade do Cabo, segunda maior da África do Sul. No domingo, 20 de maio, o bispo Renato Cardoso, em visita especial ao país, ministrou a grande reunião a céu aberto.

Durante o encontro de fé, o bispo Renato explicou que Deus quer formar uma parceria com o ser humano. Isso implica trabalhar lado a lado com Ele, e não carregar o fardo que o Senhor Jesus já teve sobre si. Logo após as palavras,  o bispo convocou a todos os presentes que sofriam de doenças e vícios para receberem uma oração especial, quando ministrou sobre eles a libertação. Além disso, também aconselhou acerca de como conseguir a transformação da família por meio do comportamento e bons exemplos dados dentro de  casa.

Passos para a prosperidade

Seguindo o propósito da reunião, de conceder todas as respostas aos que sofrem, por meio da fé sobrenatural, o bispo fez questão de deixar claro que o primeiro passo para a prosperidade é reconhecer a importância de ser fiel a Deus, nos dízimos e nas ofertas. “O segundo é focar em uma meta de vida próspera para transformá-la em realidade”, aconselhou.

O tema salvação da alma também foi abordado pelo bispo, haja vista que de nada adianta conquistar todas as riquezas deste mundo, se a pessoa não cuidar da própria alma, como ensina Jesus no livro de Lucas 9.25.

"A sua salvação depende de você entregar sua alma a Deus, o que significa que você precisa obedecer a Palavra de Deus, formando assim uma parceriaeterna com o Criador. Tudo o que precisamos é decidir fazer o certo por Ele. Deus é o único que venceu a morte e tem o poder para salvar sua alma. Ele quer ter uma parceria com você, mas você tem que estar disposto também a fazer sua parte”, concluiu o bispo Renato.

“Eu não escutava com o ouvido direito”

Khoni Tiwane estava presente na grande reunião e foi abençoada com um milagre. Ela, por mais de 36 anos, sofreu com um problema de audição. Khoni não escutava com o ouvido direito, tinha dificuldade para se comunicar com as pessoas e, por muitas vezes, sofreu com crises de tonturas e zumbidos. Depois da oração pela libertação, ela percebeu que foi curada.

Fonte: arcauniversal

Consagração de líderes do FJ Piauí

Jovens recebem unção especial para continuarem fazendo discípulos


Da redação / Com informações VPR Piauí
redacao@arcauniversal.com


Recentemente, no Cenáculo Maior de Teresina, os líderes regionais, líderes de igreja e líderes de projetos do grupo Força Jovem Brasil, da capital, receberam a consagração com óleo santo, numa cerimônia realizada pelo pastor Clóvis Bacelar, responsável pelo trabalho da IURD no estado do Piauí.

Durante a consagração, o pastor destacou a importância que cada um representa atuando na posição de líder em cada bairro de origem. Segundo o pastor Adelmo José, coordenador do Força Jovem no Piauí, esta consagração é como a aprovação de Deus, que continuará confiando nas mãos de cada líder a missão de levar os jovens à realização de seus sonhos.

Para Carlielson, responsável pelo projeto "Dose Mais Forte" no estado, esta consagração foi mais do que uma benção pessoal, foi a conquista que ele usará junto com sua equipe para resgatar os jovens do mundo das drogas.

A líder de tribo, Mayra Gerlane, expressou a felicidade de participar da cerimônia: "Antes de chegar ao Força Jovem, tinha uma vida destruída pelos vícios e pela marginalidade, hoje minha vida está totalmente transformada e posso dizer que parei com as drogas e continuei com a vida", disse.

Vencendo as drogas

Quem vê hoje o jovem Thiago (foto ao lado) com um sorriso estampado no rosto, nem imagina que um dia ele esteve atrás das grades, sem esperança e perspectiva  de vida. Antes de chegar à IURD e participar das atividades do Força Jovem, Thiago vivia no mundo da marginalidade, chegando a praticar assaltos e até a  ser preso, por várias vezes.

Thiago relata que odiava seu pai por ter lhe abandonado ainda na infância. Ele também era humilhado por seus familiares, e a soma de tanto sofrimento o levou a ser um usuário do crack. Ele conta que, após ver um de seus amigos apanhando de policiais, Thiago lembrou-se das palavras que uma obreira da Igreja Universal lhe dizia: "Deus sempre estará ao seu lado, basta que você o chame e Ele lhe atenderá".

"Essas foram as palavras que me vieram à memória quando estava preso, e no mesmo momento disse para mim mesmo que me voltaria para Deus assim que saísse dali", lembra.

Após ganhar a liberdade, Thiago começou a participar das atividades do Força Jovem e, desde então, sua vida foi transformada. Hoje é um jovem alegre, estuda, trabalha e tem objetivos para o futuro. Ele destaca que aprendeu que é possível ter os sonhos transformados em realidade. Além de participar do projeto Dose Mais Forte, Thiago também faz parte da Seleção de Futebol do Força Jovem Piauí.

Fonte: arcauniversal

Estudantes de Angola recebem bolsa de estudo

Projeto da IURD local contribui com a inclusão no ensino universitário


Da Redação / Foto: Arquivo Asseumi
redação@arcauniversal.com


Em Luanda, capital e maior cidade de Angola (país africano), a Associação dos Estudantes Universitários da Igreja Universal do Reino de Deus (Asseumi) disponibilizará bolsa de estudo universitária para mais 46 estudantes.

O anúncio da concessão das bolsas foi feita pelo presidente da associação, Vimpi Zacarias, após entrega de um título simbólico à única candidata do Namibe, província de Angola, da turma anterior, Ana de Abreu, estudante do curso de Biologia Marinha, na Universidade local. O projeto que concede as bolsas começou em fevereiro deste ano, beneficiando 10 estudantes, sendo 9 deles de Luanda.

Zacarias afirmou que a escolha das províncias de Luanda e Namibe deveu-se ao fato de se apresentarem mais organizadas, mas que em breve o projeto se estenderá a outras províncias, como, por exemplo, em Benguela.

Para ganhar a bolsa de estudos, os candidatos devem seguir algumas normas, como não reprovar ao longo dos quatro anos de formação superior. A vice-governadora para a Área Política e Social, de Namibe, Maria Mahove, incentivou as igrejas a continuarem a apoiar as autoridades locais, com o objetivo de inclusão no ensino universitário.

“Como a Igreja Universal é um parceiro social do Estado, é importante empregar esforços para que possamos dar bolsas universitárias aos nossos irmãos que têm a intenção de elevar o seu nível acadêmico”, disse.

Desde outubro de 2008, a organização representa alunos do ensino médio, universitários, bem como licenciados, mestres e pós-graduados.

Fonte: arcauniversal

O poder das palavras

O diabo, sabendo que Jesus estava faminto, buscou tentá-Lo. Mas, Jesus declarou: "Está escrito: Nem só de pão vive o homem, mas de toda palavra que sai da boca de Deus"


Por bispo Edir Macedo/ foto: Thinkstock
redacao@arcauniversal.com


Na tentação do Senhor Jesus encontramos, talvez, a maior lição para a nossa vitória. O relato bíblico aponta o fato de que foi o próprio Espírito Santo quem guiou o Senhor Jesus para o deserto, com a finalidade exclusiva de ser tentado pelo diabo. Uma pergunta que logo surge é: por que motivo Deus queria que Seu Filho fosse tentado pelo diabo antes mesmo de iniciar o seu ministério terreno?

Lá no deserto, bem longe de tudo e de todos, absolutamente sozinho, aparentemente abandonado, Jesus sabia que, embora os Seus olhos não pudessem contemplar alguma ajuda exterior, ainda assim, dentro dEle, uma voz não cessava de dizer: "Eu estou contigo! Não importa toda esta solidão; tenha certeza de que Eu estou contigo".

Esta voz sempre se faz presente nas horas de maior angústia e aflição, pelas quais nós passamos pelo deserto deste mundo.

Depois de jejuar tantos dias e tantas noites, era impossível que o Senhor Jesus não tivesse fome, pois Sua natureza humana estava no auge da necessidade humana. E foi exatamente por causa disso, aproveitando a necessidade física, que o diabo se aproximou e lançou a primeira seta venenosa ao dizer: "Se és filho de Deus, manda que estas pedras se transformem em pães".

Ora, o diabo sabia perfeitamente que Jesus era o filho de Deus. Muito embora estivesse apenas em evidência, a natureza humana de Jesus, comprovada pela fome, ainda assim a Sua natureza divina era real, mesmo que não tivesse o direito de usá-la, pois ele tinha que viver exclusivamente dentro dos limites humanos.

Quer dizer, Ele não poderia usar seus atributos divinos para transpor as barreiras das dificuldades como, por exemplo, transformar as pedras em pães para matar Sua fome. Não! Se isto acontecesse, então não era Jesus, Filho e cordeiro de Deus, quem estava entre nós, mas o próprio Deus, e daí, Seu sacrifício seria invalidado, pois não poderia sofrer na carne, na alma e no espírito com a morte no calvário, uma vez que Deus não morre. Sua humanidade está presente. Ele teria de sentir na própria carne o sofrimento humano. O diabo sabia disso, mas, ainda assim tentou-O, lançando-Lhe um desafio.

O diabo, sabendo que Jesus estava faminto, buscou tentá-Lo. Entretanto não caiu na tentação. Deixando Suas emoções de lado, Jesus declarou: "Está escrito: Nem só de pão vive o homem, mas de toda palavra que sai da boca de Deus". (Mateus 4.4)

Diante daquela situação contrária, o Senhor Jesus resistiu, não com o Seu poder, muito menos com Sua autoridade suprema, mas tão somente com a palavra! Aí está o caminho certo para a saída de todo e qualquer problema que venha nos afligir.

Fonte: arcauniversal

Vida abundante

Sempre será da vontade de Deus curar os doentes


Por bispo Edir Macedo/ foto: Thinkstock
redacao@arcauniversal.com

Na vida cotidiana, qualquer pai jamais terá prazer ou se conformará em ver seu filho doente, infeliz ou necessitando de alguma coisa. O mesmo acontece com Deus, no que se refere aos Seus filhos. Não os quer doentes, antes, se preocupa em curá-los para que vivam em plena felicidade.

A vida abundante inclui, sem sombra de dúvidas, a cura das enfermidades do corpo. Uma pessoa que se encontra tomada por doenças, jamais poderá ser feliz, principalmente porque Deus, que é Pai zeloso, em momento algum descuidará de qualquer um de Seus filhos.

A tradição religiosa ensina que devemos pedir todas as coisas "se for da vontade de Deus". Consequentemente, poucas pessoas têm experimentado milagres de cura. Parece contraditório, mas a realidade é que muitos cristãos, e até pastores, ensinam que “talvez não seja da vontade de Deus curar”. Isso é diabólico, falso, abominável. Para se ter uma vida plena e abundante, livres das enfermidades, é preciso que o cristão tenha consciência que o tempo dos milagres não passou. Sempre será da vontade de Deus curar, como parte da vida abundante prometida por Jesus.

Creia nisso! Acredite na Palavra de Deus e confesse também sua vitória sobre as doenças. Elas não são de Deus, não vêm dEle, nem tampouco são usadas por Ele para ser glorificado!

Deus, nosso pai, é glorificado na nossa vitória, felicidade, alegria e prosperidade!

Um pai que se glorifica no sofrimento do filho, jamais poderá ser um pai amoroso. Não aceite essas ideias errôneas que destroem a fé. Rejeite-as com toda a sua força, e se aproprie daquilo que Deus está colocando à sua disposição.

A maior razão para se buscar o Espírito Santo é que se mantenha acesa a chama da fé em Jesus, pois do contrário, ela irá se apagando dentro de nós, tornando-nos cristãos sem energia ou vigor. Como se sabe, não havendo lenha, o fogo se  apaga. O Espírito Santo é a lenha mantenedora do fogo, que é Jesus, aceso dentro de nós. Por isso, devemos cuidar para que essa chama não se apague, indo à Igreja, buscando-O com fervor e não deixando que as emoções atrapalhem a fé. Aja com inteligência.

O próprio Jesus, o Seu discurso do sermão da montanha, diz: "Ora, se vós, que sois maus, sabeis dar boas dádivas aos vossos filhos, quanto mais vosso Pai, que está nos céus, dará boas coisas aos que lhe pedirem?" (Mateus 7.11).

Fonte: arcauniversal

Bênçãos e prosperidade

Dê o primeiro passo, pois Deus não o fará sem você


Por bispo Edir Macedo/ foto: Thinkstock
redacao@arcauniversal.com

Muitos servos de Deus do Antigo Testamento eram abençoados, ricos e prósperos. Isaque ficou muito rico a ponto do rei dos filisteus, Abimeleque, dizer-lhe: "Aparta-te de nós, porque já és muito mais poderoso do que nós" (Gênesis 26.16).

José, que foi vendido como escravo prosperou e enriqueceu muito na terra do Egito, onde foi considerado o segundo homem mais rico e importante (Gênesis 41.43). O rei Davi também foi riquíssimo e poderoso, e seu filho, o rei Salomão, Deus o fez o homem mais rico do mundo, sendo que igual riqueza não houve e nuca haverá na face da terra (1 Reis 3.13).

O fato de o Senhor Jesus, quando esteve aqui na Terra, não ter tido onde reclinar a cabeça, não quer dizer que Ele fosse pobre. Cristo veio naquela condição, para sentir na pele o que era pertencer a  uma classe discriminada e desassistida pela sociedade. Eu não sigo um Deus pobre. O meu está assentado no topo da Glória; no trono em que muitos, indignamente, querem sentar. Afinal, todos o desejam.

O povo brasileiro na maioria é pobre devido ao seu modo de pensar; pensa pequeno. Isso chega a se tornar um tremendo paradoxo, uma vez que o Brasil é um país rico. Quando o povo brasileiro descobrir a grandeza de Deus, então sua fé e o esforço de seu trabalho serão honrados.

As riquezas de Deus não vêm da noite para o dia. Jogar na loteria, por exemplo, não é o caminho indicado por Deus para que alguém prospere. O trabalho, a luta e a fé, é que proporcionarão riquezas e bênçãos.

É certo que muitas pessoas neste mundo são ricas, mesmo sem possuírem Deus no coração. Vencem, entretanto, porque confiam na força do seu trabalho, e por isso, são possuidoras de uma riqueza honesta e digna.

Enquanto isso, muitos estão pobres e continuarão na miséria, porque ficam esperando que Deus os abençoe, sem tomar uma atitude prática. Se alguém plantar confiando que Deus lhe abençoará, então Ele ficará obrigado a multiplicar sua plantação. Depende apenas de cada pessoa o que será feito de sua vida. Não são as outras pessoas, não é Deus, nem o diabo. Quando fazemos nossa escolha, determinamos nosso destino. Por exemplo: Se eu plantar boa semente colherei bons frutos, mas se eu plantar uma semente má, maus frutos farão arte da minha colheita.

Não adianta ficar só jejuando ou orando. É preciso buscar o seu objetivo; fazer a sua parte, e então falar ousadamente com Deus. Dê o primeiro passo, pois Deus não o fará sem você.
Infelizmente, no mundo existem muitas pessoas sendo levadas para a sepultura, por causa da acomodação. Mas aquelas que lutam, trabalham e depositam sua fé em Deus, essas sim, conquistam.

Fonte: arcauniversal

Prosperidade com Deus

As bênçãos vêm pela fé


Por bispo Edir Macedo/ foto: Thinkstock
redacao@arcauniversal.com

Houve, nos últimos anos, transformações extraordinárias em várias esferas da sociedade. As ciências se multiplicaram, a tecnologia se desenvolveu e foram produzidos muitos avanços na medicina, na astronomia, na ecologia, na política, em suma, o mundo já não é o mesmo há algumas décadas.

Entretanto, ainda que o mundo se transforme, muitas pessoas chegam à conclusão de que não aconteceram mudanças consideráveis em suas vidas!

Neste momento, muitos devem estar perguntando a si mesmos: "Por que minha vida não muda? Por que entra ano, sai ano, entra década, sai década e nada muda? O que está faltando para que essa pessoa possa ter sua vida mudada?"

Um dos principais motivos, se não o maior, pelo qual as pessoas deixam de ser abençoadas, é o medo. No âmbito religioso, por exemplo, muitas têm medo de buscar o Espírito de Deus e serem confundidas pelos espíritos demoníacos.

O medo faz com que as pessoas fiquem impedidas de receberem o Espírito Santo, porque estas se fecham. Não se alcança algo de Deus com o coração fechado. Outros têm medo de perdê-Lo ou desagradá-lo. Isso torna as pessoas frustradas, anulando totalmente a fé.

No Evangelho de João, encontramos o seguinte registro: "Ao saltarem em terra, viram ali umas brasas e em cima peixes; e havia também pão. Disse-lhes Jesus: Trazei alguns dos peixes que acabastes de apanhar. Simão Pedro entrou no barco e arrastou a rede para a terra, cheia de cento e cinquenta e três grandes peixes; e, não obstante serem tantos, a rede não se rompeu. Disse-lhes Jesus: Vinde e comei..." (João 21.9-12).

Você deve se perguntar: o que isso tem a ver com os peixes que os discípulos de Jesus pescaram? Se alguém deseja receber grandes bênçãos, deve ter fé na mesma proporção.
As bênçãos vêm pela fé, mas você só pode colhê-las se plantá-las. Se não lançar a rede ao mar, como poderá pescar?

Os apóstolos lançaram as redes ao mar e recolheram 153 grandes peixes. Poderiam ter sido médios e pequenos, mas a Palavra de Deus afirma que foram peixes grandes! Essa afirmação não é gratuita.

Vamos usar nossa fé e força para receber bênçãos completas. Vamos lançar nossa rede espiritual, para alcançar as grandes bênçãos de Deus. A Bíblia diz que o justo viverá pela fé. Se nossa vida não demonstrar isso, se  não vivermos de maneira plenamente abençoada, estaremos sendo covardes e, acima de tudo, negando o poder de Deus e até mesmo Sua existência.

A vida cristã deve estar marcada pela fé e intrepidez em buscar a presença de Deus.

Fonte: arcauniversal

Sozinho em um relacionamento a dois

Amiga deseja saber se pode se separar


(*) Renato Cardoso/fotos: Thinkstock
redacao@arcauniversal.com
 
"Quando um não quer mais ficar casado, o outro deve ficar sofrendo a vida inteira?"- Amiga.

Resposta:

Não. Deus não impõe esta dor sobre ninguém. Portanto, a minha fé, que não imponho a ninguém, me diz que se eu estivesse num casamento infernal, lutando com todas as minhas forças por uma pessoa que não quer nem a mim, nem a Deus e nem ao nosso casamento, eu não hesitaria em deixá-la e partir para outra. Repito, eu tentaria de tudo primeiro. Faria minha parte. Buscaria em Deus. Mas se durante um bom tempo eu não visse melhora, eu desfaria o meu casamento de erro.

É claro que esta decisão vem carregada de outras considerações: a idade, os filhos, a fé pessoal, o que já foi tentado, se eu já corrigi meus erros de comportamento, se a outra pessoa sinceramente quer consertar o casamento, condições financeiras, o futuro, e outras mais, dependendo da situação de cada um. Daí você tem que considerar tudo isso e usar a sua fé aliada à sua inteligência para decidir.

No fim das contas, a pergunta que você tem que se fazer é esta: "Qual é a minha fé? O que eu creio?".
Se sua fé lhe diz com toda a certeza que você deve continuar e lutar por seu casamento, então vá em frente. Se sua fé lhe diz, com toda boa consciência, que você já deu o que tinha que dar e está na hora de sair deste inferno, então vá na sua fé.

De uma forma ou de outra, é esta mesma fé que lhe sustentará nos dias que estão por vir, depois da sua decisão.

(*) Resposta retirada do blog do bispo Renato Cardoso.

Fonte: arcauniversal
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

POSTAGENS POPULARES

LISTA DE BLOGS

ARQUIVO DO BLOG